Direção hidráulica

26
abr

Troca de Óleo Direção Hidráulica

Troca de Óleo Direção Hidráulica

Troca de Óleo Direção Hidráulica bomba de direção

Reparos Troca de Óleo Direção Hidráulica

Contato loja Troca de Óleo Direção Hidráulica.

k2pari_01

Serviços em são paulo Troca de Óleo Direção Hidráulica

Como fazer Troca de Óleo Direção Hidráulica

Instalação Troca de Óleo Direção Hidráulica

Fazendo a troca de óleo de direção veicular.

25
abr

Mangueira do sistema de Direção Hidráulica

Mangueira do sistema de Direção Hidráulica

As mangueiras que são utilizadas no sistema da direção hidraulica e em conjunto com peças originais são definidos pela montadora, conforme suas especificações técnicas.Os componentes seguem as especificações das normas da Sociedade de Engenharia Automotiva e Aeroespacial (SAE) incluindo composição química e tratamento térmico.

direcao-automotiva-encontrar

Os testes de validação do mecanismo de direção hidráulico são realizados com óleo em altas temperaturas e pressão, cumprindo até 200.000 ciclos girando-se completamente de um lado a outro o mecanismo de direção sem a apresentação de falhas.

Mangueiras de direção hidráulica reparos

As especificações de material e tratamento térmico destes itens são cruciais para garantir a durabilidade conforto e segurança dos usuários de veículos.

A mangueria da direção do carro de alimentação liga o reservatório à bomba e a mangueira de pressão liga a bomba à caixa de direção também temos a mangueira de retorno liga a caixa de direção ao reservatório, os serviços de reparos e manutenção visa o diagnóstico e os testes quanto a sua resistência mecânica e montagem, estanqueidade (verificação de vazamentos) e funcionalidade (correta vazão e pressão de alívio) entre outros testes e diagnósticos

22
abr

DIREÇÃO HIDRÁULICA DURA, O QUE FAZER?

Quando estamos dirigindo um veículo, precisamos ter a certeza de que estamos seguros, pois é um dos sistemas mais importantes do automóvel e se der algum problema pode causar acidentes graves. Caso alguma situação com o sistema de direção hidráulica fuja da normalidade, é um indício de que algo precisa ser feito urgentemente. Ás vezes, o sistema de diração fica tão duro que torna o carro quase impossível de ser conduzido.
Numa situação onde não se consegue fazer manobras com seu carro devido à direção estar dura, pare o carro imediatamente e solicite ajuda, de preferência especializada. Pense que na dificuldade de conduzir o seu veículo, pode-se causar algum acidente. O ideal é sempre realizar manutenções preventivas no sistema de direção hidráulica, para que o sistema demonstre sempre confiabilidade e dirigibilidade.
A direção hidráulica funciona através do fluido hidráulica que é pressurizado pela bomba hidráulica, que empurra a cremalheira e assim faz o volante ficar mais leve, auxiliando o condutor do veículo a movimentar o volante. Geralmente, a direção hidráulica não necessita de muita manutenção, mas é bastante indicado ficar atento à ela. LEvar frequentemente em um centro automotivo especializado, mesmo que o sistema esteja bom, para realizar a manutenção preventiva e assim evitar fturos danos maiores.
Eis alguns problemas mais comuns no sistema de direção hidraulica
Um Sistema Simples
O sistema de direção hidráulica é uma das principais invenções no que diz respeito a conforto para manobrar um carro e é um sistema simples e sem segredos. A dica é que o motorista fique sempre atento ao nível do fluído hidráulico, pois ele jamais deve ficar baixo.
Caso você perceba que o fluido está diminuindo em uma velocidade muito rápida, é um sintoma de que algo está errado, está apresentando vazamentos e você deve raparar o vazamento o mais rápido possível. Geralmente os vazamentos são causados por compom=nentes de vedação e conexão que se desgastaram. O fluído não tem um prazo de troca, faça a substituição no caso de desmontar o sistema.
Sistema silencioso
O sistema de direção hidráulica é silencioso. Sendo assim, quando aparece algum barulho ou ruído é sinal de que algo não está correto, o funcionamento do sistema está irregular. Podem ser vários tipos de ruído, mas, os mais comuns são barulhos agudos que demonstram que as correias estão frouxas ou mesmo que a sua vida útil está comprometida.
A bomba hidráulica também pode apresentar barulho. Nesse caso, existe a presença de ar no sistema, que deverá ser sangrado totalmente e novamente completo com a quantidade de fluido necessária.
Direção Hidráulica Deixa de Funcionar
Quando a direção hidráulica fica com o volante duro e difícil de guiar, é sinal de que o sistema hidráulico deixou de funcionar e ele voltou a ser mecânico. Sendo asism, o esforço para dirigir o carro se torna bem maior.
Geralmente, quando acontece isso a falha é atribuída à pane da bomba, sendo necessário fazer a sua troca. A calibragem abaixo do recomendado dos pneus também pode deixar a direção pesada, causando danos ao sistema e trazendo desconforto para guiar o carro. Outra causa de defeito no sistema de direção hidráulica, podem ser vazamentos no sistema,
Rodas desalinhadas ou até mesmo desbalanceadas também afetam diretamente o sistema de direção hidráulica.
Portanto, para que o reparo seja feito da maneira correta eo sistema de direção hidráulica volte a funcionar normalmente e perfeitamente, procure sempre um centro automotivo especializado, com ferramentas de diagnósticos e de reparos precisas e onde você poderá tirar quaisquer dúvidas à respeito do funcionamento do sistema.
20
abr

DESMONTAGEM DO SISTEMA DE DIREÇÃO HIDRÁULICA DO NOVO GOL

DESMONTAGEM DO SISTEMA DE DIREÇÃO HIDRÁULICA DO NOVO GOL

Para que o sistema de direção hidráulica

seja desmontado corretamente precisamos utilizar ferramentas adequadas e seguir o procedimento recomendado por cada fabricante, pois mesmo que o funcionamento seja similar, o sistema em si varia de fabricante para fabricante.No nosso exemplo, falaremos sobre o VW Novo Gol.

– A primeira coisa que devemos fazer é retirar as peças que possam atrapalhar a passagem da caixa e a drenagem do óleo. Quando for montar, realize o processo contrário, respeitando os torques indicados.

– Quando o carro estiver suspenso no elevador, os parafusos que pendem a coluna de direção hidraulica devem ser retirados. Em seguida, os parafusos que prendem o suporte das barras de direção devem ser retirados.

– Logo em seguida, devem ser soltados os parafusos de fixação do mecanismo de direção do lado esquerdo (pára-lama) e a porca que fixa o mecanismo no painel de fogo.

– Em seguida, desça o carro do elevador e desconecte as mangueiras da direção (tubulação de pressão e retorno). Agora retire o mecanismo de direção hidráulica.

– Agora, as peças devem ser lavadas com solvente. Depois as peças devem ser desmontadas em um local adequado e limpo, para nenhum componente se perder nem danificar-se. Lave todos os componentes, localizando o defeito e reparando.

Depois de arrumado o sistema de direção hidráulica, efetuando-se o reparo das peças ou trocando as danificadas, o sistema deve ser montado, usando o processo inverso. Deve ser feito com muito cuidado, utilizando-se de ferramentas específicas e em um centro automotivo especializado, pois é um sistema de muita precisão e deve ser montado com todo o cuidado e técnica.

16
abr

VERIFICAÇÃO E TROCA FLUIDO DA DIREÇÃO HIDRÁULICA

Você já percebeu que às vezes a direção hidráulica fica dura?

Ou que às vezes ela “canta” quando você gira? São detalhes facilmente resolvíveis mas que muitas vezes deixamos de lado e a tendência é cada vez mais estragar o sistema de direção hidráulica. Para isso, basta que o nível do óleo da direção seja verificado e completado caso esteja faltando.

Como qualquer situação de manutenção do veículo, verificar e completar o fluido da direção hidráulica deve fazer parte do cotidiano de quem tem carro, além de ser fácil para verificar.

Aqui estão alguns passos para facilitar a sua vida.

Passo 1 – Aqueça o fluido Com o motor em marcha lenta , gire o volante de batente a batente várias vezes . Isto irá assegurar que o fluido esquente e o seu nível fique correto.

Se as necessidades de cinto substituição não avançar ainda mais . Você pode substituir a correia de transmissão mesmo, ou reservar o seu veículo em seu local de mecânico para tê-lo substituído.

Passo 2 – Localize o tanque do fluido da direção hidráulica;

Abra o seu capô e localize o reservatório de direção hidráulica , verificando o manual do proprietário . Deve haver uma etiqueta na tampa do reservatório.

Passo 3 – Retire a tampa

Abra o tanque através da remoção da tampa . Ele ão vai estragar, pode ficar tranquilo. Somente cuidado para não perder a tampa. Coloque-a em um local seguro.

Passo 4 – Verifique o nível do fluido

Se o tanque for de metal ou opaca , uma vareta deve ser ligado na tampa. Limpe a vareta com um pano limpo e insera no reservatório. Após 10 segundos, puxe a vareta e verifique o nível da vareta . Na vareta terá indicações sobre o nível do fluido.

Se o seu reservatório é feito de plástico claro , no próprio reservatório tem o nível mínimo e máximo. O nível ideal é sempre acima do minimo e abaixo do máximo.

O que olhar para fora:

• Caso você precis completar o fluido, certifique-se de usar o mesmo fluido que está no reservatório. Verifique também as especificações corretas no manual do proprietário do veículo. Usando o fluido errado, pode causar danos no sistema de direção hidráulica.

• Caso esteja vazando o fluido, dirija-se imediatamente a um centro automotivo especializado para reparar o vazamento

• Não deixe o fluido vazar para fora do compartimento, pois pode danificar algumas peças.

Passo 5 – Caso o nível esteja baixo, adicione fluido de direção hidráulica, Consulte o manual do proprietário para verificar que tipo de óleo da direcção usar. É muito importante usar o tipo correto de fluido e no nível exigido.

Passo 6 – Recoloque a tampa do reservatório, fechando firmemente e pronto.

O ideal é levar seu carro a um centro automotivo especializado para fazer esse procedimento, pois lá você encontra mão de obra especializada que vai saber exatamente o fluido a ser utilizado e te dar várias dicar importantes.

14
abr

O QUE VALE FAZER NO POSTO

O óleo está baixo. Completa?

Seu carro deve estar com motor desligado pelo menos 5 minutos antes do frentista puxar a vareta para checar o nível do óleo. Esse é o tempo necessário para que todo o óleo escorra para o fundo, onde a vareta fará a medição.

Esta vareta é muito fácil de ser reconhecida pela cor amarela do puxador. Todas duas marcações: a primeira, mais próxima do final, indica o nível mínimo; a segunda, um centímetro acima, mostra o nível máximo.

Não misture óleos de marcas diferentes. Se for completar o nível do óleo, coloque a mesma especificação e a mesma marca usada na última troca. Se for mudar a marca do óleo do motor, é necessário substituir o filtro de óleo, pois dentro dele sempre permanece 400 ml do óleo antigo.

O óleo está ruim. Vamos trocar?

Não dá para saber se o óleo está bom ou ruim apenas esfregando uma gota entre os dedos. A substituição está relacionada à quilometragem e ao prazo em relação à última troca. A maioria dos óleos minerais dura 5.000 km e os óleos sintéticos 10.000 km.

Quanto ao prazo de validade, os fabricantes recomendam seis meses.

Antes de se sentir tentado a aceitar pelo frentista, verifique no manual do proprietário a especificação do fabricante, como recomendado também na hora de completar. Colocar o óleo errado no motor poderá trazer desgastes acentuados, aumento do consumo de combustível e até dificuldade para dar partida.

Você ainda pode procurar um centro automotivo especializado em serviços automotivos para um acompanhamento profissional nessa questão, caso tenha dúvidas sobre a troca de óleo envie perguntas aos nossos técnicos.

10
abr

COLOCAR ADITIVO, COMPLETAR O ÓLEO, TROCA DE EXTINTOR

O que vale a pena fazer no posto?

As pessoas que vivem correndo acaba delegando para o frentista do posto a responsabilidade de manter o veículo em ordem. E o posto treina os funcionários para venderem, é claro. Parte da manutenção necessária é atendida, mas é necessário ter cuidado com algumas substituições e peças que só devem ser feitas por quem é especializado. Veja o que é, e o que não é indicado fazer nos postos de gasolina.

Coloca aditivo na água?

Não é necessário colocar aditivo na água se tiver que repor pouca quantidade: até 300 ml, equivalente ao volume de um refrigerante em lata. Se for preciso uma quantidade maior ou se você tem que repor água semanalmente, seu veículo deve estar com problema. É melhor levá-lo ao mecânico para que ele repare um possível vazamento e coloque a água com o aditivo na quantidade e especificação indicadas no manual do proprietário.

Vamos dar uma olhada no óleo e na água?

É sempre bom verificar óleo e água. Mas as pessoas têm medo do que pode vir pela frente, mas é melhor correr algum risco de ser comprar algo que não precisava, por exemplo, fundir o motor por falta de óleo.

Saia do carro para acompanhar a inspeção, que seguirá alguns passos. Na maioria dos veículos o nível de água é observado em um grande reservatório de plástico transparente e com tampa amarela.

O nível máximo e mínimo pode ser identificado na lateral. Em alguns automóveis não existe indicação de nível, sua referência deve ser a metade do reservatório.

Faça perguntas sobre instalação e limpeza do ar condicionado automotivo em seu veículo, dicas sobre manutenção e serviços automotivos, confira ainda as ofertas e serviços grátis em nosso centro automotivo.

 

5
abr

DIREÇÃO HIDRÁULICA: DICAS DE FUNCIONAMENTO E MANUTENÇÃO

Antigamente era muito comum e normal fazer um esforço maior para encaixar o carro, feito de ferro puro, em uma vaga com o famoso queixo duro. A direção é a alma da boa condução e a busca por facilitadores neste mecanismo sempre estiveram nas mentes dos engenheiros automotivos. Quando se chegou ao conceito de que um sistema hidráulico diminuiria o esforço do motorista, os tempos mudaram. E mudaram ainda mais quando esse mecanismo se popularizou.

Para um bom funcionamento do conjunto é necessário que todos os componentes estejam trabalhando em perfeitas condições e para isso é importante a realização de manutenção no veículo. O sistema é constituído pelo mecanismo de direção, bomba hidráulica, reservatório de óleo e tubulações de alta e baixa pressão.

A ação hidráulica acontece com auxílio do fluido, que está sob alta pressão, de um lado ou do outro da cremalheira. A bomba hidráulica é acionada quando o motor entra em funcionamento, utilizando o fluido do reservatório e enviando a pressão necessária para o mecanismo da direção. Se acontecer falhas no sistema hidráulico, o mecanismo funciona como uma direção comum.

Em caso de falhas, é muito importante que o profissional identifique qual é o problema, para saber o que está causando a falha e onde ela está. Descrever bem o problema e não se esquecer de alguns detalhes podem ajudar o profissional a identificar o problema. Se a direção hidráulica está mais pesada e para qual lado, se fica inoperante quando o veículo está parado ou em manobras e se o auxilio hidráulico para repentinamente.

O maior índice de defeitos que ocorre nas direções hidráulicas é o vazamento de óleo, devido ao desgaste natural dos componentes internos. Quando há vazamento de na caixa de direção, esse lubrificante pode danificar partes que precisem de intensa lubrificação, como mangotes e conexões metálicas. Partes da suspensão que estão próximas à caixa e que recebem este vazamento diretamente, também sofrem incrivelmente. Esse defeito não pode ser reparado e as peças devem ser substituídas.

O pior que pode ocorrer é uma falta de lubrificação na bomba rotativa, o que causará um barulho incômodo que irá, com o tempo, danificar a direção hidráulica, a enrijecendo. O mecanismo pode travar causando a parada de todo o sistema, deixando o veículo quase impossível de ser controlado. Portanto, ao acordar em um sábado pela manhã, no momento de verificar óleo do motor, a água do radiador, ou mesmo antes de lavá-lo, dê uma atenção aos outros sistemas que levam lubrificantes, como direção hidráulica e freios.

28
mar

SISTEMA DE DIREÇÃO SERVO-HIDRAULICO

O sistema de direção hidraulica com servo-hidráulico é um mecanismo de componentes individuais, conectados entre si que possuem uma forma desejada de transferência hidráulica. A estrutura básica de sistemas servo-hidráulicos consiste n fonte de potência hidráulica e também em elementos de controle (válvulas, sensores, etc.), Elementos de atuação (cilindros e/ou motores), e Outros elementos (tubulação, dispositivos de medição, etc.).

O conceito principal de um sistema com servo-hidráulico controlado por uma válvula padrão é descrito da seguinte forma:
• A bomba da direção converte a potência mecânica disponível do seu motor em potência hidráulica para o atuador.
• As válvulas do sistema são usadas para controlar a direção do fluxo da bomba, o nível da potência produzida, e a quantidade de fluido e pressão sobre o atuador. Um atuador linear (cilindro) ou atuador rotativo (motor) converte a potência hidráulica em potência mecânica usável no ponto requerido.
• O meio, que é um líquido, fornece a transmissão e o controle direto,e também lubrifica os componentes, sela as válvulas e refrigera o sistema.
• Os conectores do sistema, que ligam os vários componentes dos sistemas,dirigem a potência do fluido sob pressão, e o retorno do fluido ao tanque.
• Finalmente, o reservatório de fluido assegura sua qualidade e quantidade, e o refrigera.
Se o seu veículo não possui direção hidraulica instalado, entre em contato com nosso centro automotivo especializado em instalação e reparos na direção automotivo.
27
fev

DÚVIDAS SOBRE DIREÇÃO HIDRÁULICA

A direção hidráulica com o passar do tempo deixou de ser um artigo de luxo apenas para veículos grandes e se popularizou. Possui a função de atenuar o esforço do motorista, que passa a comandar a parte mecânica com maior facilidade, uma vez que o maior trabalho é feito hidraulicamente. Essa redução de esforço faz o motorista poupar 80% da energia que seria empregada para movimentar a direção.

A função básica do sistema de direção hidráulica é transformar o giro do volante em um movimento lateral das rodas dianteiras, definindo a trajetória do veículo. O método mais comum empregado nos veículos é a direção simples, do tipo cremalheira e pinhão.

O pinhão é fixado à coluna da direção e quando o motorista vira o volante, ele gira e movimenta a cremalheira. Em consequência disso, esterça as rodas para a esquerda ou direita. Esse sistema é simples, por isso, possui menos componentes, apresentando menos custo. O segundo modelo mais utilizado é do setor e rosca sem fim, mas ele já conta com uma quantidade de componentes maior. Esse tipo de sistema é mais adequado para automóveis pesados, como ônibus e caminhões.

Como o método convencional não possui assistência hidráulica, o motorista faz todo o esforço para a direção virar de um lado a outro. Já a direção hidráulica, se encarrega do trabalho pesado e deixa para o motorista apenas a função de indicar o trajeto.

Curiosidade:

Na maioria dos veículos, geralmente são necessárias três ou quatro voltas completas do volante para fazer com que as rodas se movam da esquerda para a direita.

Lembrando que mesmo sem óleo a direção hidráulica vai funcionar, porém apenas o modo mecânico, ou seja, a direção fica mais pesada e o motorista chega a fazer mais esforço que uma direção mecânica convencional.